quarta-feira, 8 de maio de 2019

CMDCA-SJ terá eleições para conselheiros tutelares em outubro

Salário é de R$2.250,28 para 40 horas semanais mais plantões

O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de São João da Boa Vista (CMDCA-SJ) abriu processo de escolha para Conselheiro Tutelar. Serão sete vagas para conselheiro titular (início imediato) e sete vagas para suplentes.

O salário é de R$2.250,28 com jornada de trabalho de 40 horas semanais, acrescidas de plantões de segunda a sexta-feita e à distância nos feriados, pontos facultativos e finais de semana. O mandato inicia no dia 10 de janeiro de 2020 e vai até 31 de dezembro de 2023.

Requisitos

Podem se candidatar pessoas de ambos os sexos que tenham idoneidade moral, idade mínima de 21 anos, residentes em São João e que possuam o Ensino Médio completo.

Devem também comprovar experiência mínima de seis meses na área de defesa e/ou atendimento da criança e do adolescente. Além disso, os candidatos deverão passar por prova e capacitação oferecida pelo CMDCA. Os aprovados nesta primeira fase estarão habilitados a participar do processo eleitoral aberto à população, que deverá ocorrer no dia 6 de outubro, das 8h às 17h, na Unifae.

Prova

A prova de conhecimentos gerais e específicos será aplicada no dia 7 de julho, das 8h às 12h, também na Unifae. A prova abordará questões de conhecimentos gerais (português, informática e direito constitucional) e específicos (Lei Municipal nº 3.818/15, Estatuto da Criança e do Adolescente - ECA, Lei Orgânica de Assistência Social - LOAS). Também terá uma parte prática, na qual os candidatos deverão analisar três casos.

Inscrição

Para se inscrever, os candidatos devem comparecer pessoalmente no Departamento Municipal de Assistência Social localizado na Rua General Carneiro, 344 – Centro, durante o período de 6 a 20 de maio, no horário das 8h às 11h e das 13h30 às 16h30.

Para isso, deverão preencher a ficha de inscrição e fornecer, em envelope lacrado, todos os documentos comprobatórios de sua qualificação que constam no edital.

Para saber detalhes da prova, do processo eleitoral, documentação necessária e todos os demais detalhes do Processo, os candidatos poderão acessar o Edital, disponível no site do CMDCA: www.cmdcasj.com.br

terça-feira, 30 de abril de 2019

Novo auditório é instalado no Creas por alunos do Senac

Os estudantes do curso de Auxiliar Administrativo também organizaram o arquivo do setor

Novo auditório instalado no Creas / Foto: Matheus Lianda

O Departamento Municipal de Assistência Social recebeu no Creas os alunos do curso profissionalizante de Auxiliar Administrativo do Senac. Para colocar em prática os conhecimentos adquiridos nas aulas, eles instalaram um auditório em um almoxarifado desativado e organizaram o arquivo do setor.

Diretora de Assistência Social, Eliane Rossi, fala aos presentes / Foto:
Matheus Lianda
“Eles pediram uma oportunidade de mostrar tudo aquilo que aprenderam na sala de aula e colocar em prática em algum lugar do Departamento”, conta a diretora municipal de Assistência Social, Eliane Rossi. “O espaço é bem grande e nós entendemos que o arquivo-morto deve guardar somente o que é necessário, então a gente pediu que fizessem esse projeto e que contivesse um espaço onde pudéssemos ter reuniões, um miniauditório”.

Os estudantes se dividiram em grupos responsáveis por diferentes atribuições. Primeiro foi necessário esvaziar o local, selecionar o que ainda era utilizável e catalogar os objetos. “A Assistência Social precisava de um auditório, então os alunos construíram essa solução para a problematização apresentada”, conta a professora do curso, Adriana Paiva. “Eles se dividiram em três grupos, ‘arquivo-morto’, ‘patrimônio’ e ‘logística’, para executar e desenvolver o planejamento proposto”.

Estudantes apresentam resultados do projeto / Foto: Matheus Lianda
Andressa de Souza ficou satisfeita com a atividade. “Além de ajudar, colocamos em prática o que aprendemos. É um aprendizado que a gente vai levar para o resto da vida”, diz a aluna. “A gente tirou tudo e organizou cada setor. Tinha muita coisa dentro de pastas, caixas, então a gente organizou por ano, ordem alfabética, projetos. Agora tem mais fácil acesso para eles aqui”.

“As atividades foram supervisionadas. Cada assunto tem um funcionário responsável, que orientava sobre o que podia ser jogado fora ou devia ser guardado”, explica Eliane.

O serviço durou cerca de uma semana e colocou à prova os estudos realizados por eles ao longo do curso. A coordenadora de Administração do Senac, Polyana Galligani, defende a união da prática com a teoria. “Ter a possibilidade de a Assistência Social abrir esse espaço para o Senac para que os alunos possam praticar o que aprenderam em sala de aula é fundamental”.

Creas

Localizado na Rua dos Tavares, nº 8 – Pratinha, o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) recebe famílias e pessoas em situação de risco, vulnerabilidade social ou cujos direitos foram violados.

Sede do Creas de São João da Boa Vista / Foto: Matheus Lianda

Segundo o site da Secretaria de Desenvolvimento Social, são atendidas vítimas do trabalho infantil ou de abandono, pessoas em situação de rua ou que tenham sofrido violências física, psicológica e sexual, discriminadas em razão da orientação sexual ou da etnia. Adolescentes que estejam em cumprimento de medidas socioeducativas em meio aberto em casos de liberdade assistida ou de prestação de serviços à comunidade e pessoas beneficiárias do programa Bolsa Família em casos de violação de direitos também estão incluídos neste grupo.

O Creas orienta e encaminha os cidadãos para a Assistência Social, presta orientação jurídica, dá apoio às famílias e suporte no acesso à documentação pessoal, além de estimular a mobilização comunitária. Abordagem Social, Serviço para Pessoas com Deficiência e Medidas Socioeducativas em Meio Aberto são alguns dos serviços que podem ser ofertados, além do Serviço de Proteção e Atendimento Especializado a Famílias e Indivíduos (Paefi), de aplicação obrigatória.

sexta-feira, 12 de abril de 2019

Campanha do Agasalho 2019 começa em São João

A quantidade de instituições parceiras é a maior dos últimos anos

A Campanha do Agasalho 2019 foi lançada oficialmente na tarde de hoje, dia 12, no Salão Vermelho da Prefeitura. Estiveram presentes o prefeito Vanderlei Borges de Carvalho, a primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade, Solange Camargo Carvalho, a diretora municipal de Assistência Social, Eliane Rossi, o presidente da Câmara Municipal, Luís Carlos Domiciano, e entidades parceiras na divulgação e execução da campanha.

Representantes da instituições parceiras da Campanha do Agasalho 2019 / Foto: Matheus Lianda

Presidente da Câmara Municipal, Luís Carlos Domiciano; prefeito de São
João da Boa Vista, Vanderlei Borges de Carvalho; e presidente do Fundo
Social de Solidariedade, Solange de Camargo Carvalho / Foto: Daiane Silva
Durante a reunião, representantes de cada instituição se comprometeram a auxiliar a Prefeitura de São João da Boa Vista na aquisição de peças em bom estado e sugeriram novos meios para melhorar as ações beneficentes.

Doações

Roupas e calçados doados são encaminhados para um centro de triagem, encarregado de avaliar se estão em bom estado, e distribuídos para quem necessita por meio do Departamento de Assistência Social, Organizações da Sociedade Civil (OSCs) e demais entidades colaboradoras.

Diretora municipal de Assistência Social, Eliane
Rossi / Foto: Matheus Lianda
Pode-se doar qualquer tipo de roupa, desde que esteja limpa e bem conservada, além de cobertores e calçados. As peças com maior necessidade são calças masculinas, meias e roupas para bebês.

Parceiros

A Campanha do Agasalho conta com vários parceiros que ajudam a promover e arrecadar roupas na cidade. Em 2019, são: Delegacia Seccional de Polícia, Polícia Militar do Estado de São Paulo, Rotary Club Sul, Associação Comercial e Empresarial (ACE), Unifeob, Unifae, Diretoria Regional de Ensino, Tiro de Guerra 02-036, Corpo de Bombeiros, Câmara Municipal, Grupo de Escoteiro Marechal Rondon, Conselho da Ordem DeMolay, Ordem Internacional do Arco Íris, Grupo de Escoteiro Curupira, Sabesp e Plano Mais Saúde.


Pontos de arrecadação

Prefeitura
Câmara Municipal
Departamento de Assistência Social
Escolas municipais, estaduais e particulares
Unifae
Unifeob
Tiro de Guerra
Policia Militar
Corpo de Bombeiros
Delegacia Seccional
Associação Comercial e Empresarial (ACE)
Sabesp

Prefeito Vanderlei Borges de Carvalho e presidente do Fundo Social de Solidariedade, Solange de Camargo Carvalho,
declaram iniciada a Campanha do Agasalho 2019 em São João da Boa Vista / Foto: Matheus Lianda

Pontos de distribuição

Assistência Social (área central e rural): segunda, quarta e sexta-feira, das 8h às 10h30 / 13h às 15h30 – R. São João, 322 – Centro

CRAS Nova República: terça-feira, das 13h às 16h, e sexta-feira, das 8h às 10h30 – R. Monsenhor João Ramalho, 587 – Nova República

Proteção Básica Resedás: segunda-feira, das 8h às 10h30, e quarta-feira, das 13h às 16h – R. Alfeu Doval, 220 – Parque dos Resedás II

terça-feira, 9 de abril de 2019

Prefeitura revitaliza Escola de Beleza na Vila Brasil

Obras incluem troca completa de telhado e adequação às normas de acessibilidade

A Escola de Beleza, onde é ministrado o curso gratuito de Assistente de Cabeleireiro, foi totalmente revitalizada. As obras tiveram início em janeiro e incluíram a troca completa do telhado, que estava com problemas de infiltração, substituição do piso, nova instalação elétrica e pintura geral.


Segundo o Departamento Municipal de Assistência Social, os restauros também tornam as dependências acessíveis à toda a população. “É uma revitalização para que o prédio cumpra todas as normas de acessibilidade”, diz a diretora de Assistência Social, Eliane Rossi.

Curso gratuito

Parceria entre a Prefeitura de São João e o governo do Estado de São Paulo, a Escola de Beleza foi trazida há cinco anos para a cidade e disponibiliza o curso de Assistente de Cabeleireiro.

O curso tem duração de dois meses e para se matricular é preciso ter mais de 18 anos e residir em São João da Boa Vista. Basta levar uma cópia do RG, do CPF e um comprovante de residência à sede do Polo Modas (R. Teófilo Ribeiro de Andrade, 343 – Centro).


Durante a reforma, as aulas foram realizadas provisoriamente na sede do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), no bairro do Pratinha. Agora, elas estão de volta à sede original na R. Monsenhor João Ramalho, nº 169 – Vila Brasil.