quarta-feira, 8 de maio de 2019

CMDCA-SJ terá eleições para conselheiros tutelares em outubro

Salário é de R$2.250,28 para 40 horas semanais mais plantões

O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de São João da Boa Vista (CMDCA-SJ) abriu processo de escolha para Conselheiro Tutelar. Serão sete vagas para conselheiro titular (início imediato) e sete vagas para suplentes.

O salário é de R$2.250,28 com jornada de trabalho de 40 horas semanais, acrescidas de plantões de segunda a sexta-feita e à distância nos feriados, pontos facultativos e finais de semana. O mandato inicia no dia 10 de janeiro de 2020 e vai até 31 de dezembro de 2023.

Requisitos

Podem se candidatar pessoas de ambos os sexos que tenham idoneidade moral, idade mínima de 21 anos, residentes em São João e que possuam o Ensino Médio completo.

Devem também comprovar experiência mínima de seis meses na área de defesa e/ou atendimento da criança e do adolescente. Além disso, os candidatos deverão passar por prova e capacitação oferecida pelo CMDCA. Os aprovados nesta primeira fase estarão habilitados a participar do processo eleitoral aberto à população, que deverá ocorrer no dia 6 de outubro, das 8h às 17h, na Unifae.

Prova

A prova de conhecimentos gerais e específicos será aplicada no dia 7 de julho, das 8h às 12h, também na Unifae. A prova abordará questões de conhecimentos gerais (português, informática e direito constitucional) e específicos (Lei Municipal nº 3.818/15, Estatuto da Criança e do Adolescente - ECA, Lei Orgânica de Assistência Social - LOAS). Também terá uma parte prática, na qual os candidatos deverão analisar três casos.

Inscrição

Para se inscrever, os candidatos devem comparecer pessoalmente no Departamento Municipal de Assistência Social localizado na Rua General Carneiro, 344 – Centro, durante o período de 6 a 20 de maio, no horário das 8h às 11h e das 13h30 às 16h30.

Para isso, deverão preencher a ficha de inscrição e fornecer, em envelope lacrado, todos os documentos comprobatórios de sua qualificação que constam no edital.

Para saber detalhes da prova, do processo eleitoral, documentação necessária e todos os demais detalhes do Processo, os candidatos poderão acessar o Edital, disponível no site do CMDCA: www.cmdcasj.com.br

terça-feira, 30 de abril de 2019

Novo auditório é instalado no Creas por alunos do Senac

Os estudantes do curso de Auxiliar Administrativo também organizaram o arquivo do setor

Novo auditório instalado no Creas / Foto: Matheus Lianda

O Departamento Municipal de Assistência Social recebeu no Creas os alunos do curso profissionalizante de Auxiliar Administrativo do Senac. Para colocar em prática os conhecimentos adquiridos nas aulas, eles instalaram um auditório em um almoxarifado desativado e organizaram o arquivo do setor.

Diretora de Assistência Social, Eliane Rossi, fala aos presentes / Foto:
Matheus Lianda
“Eles pediram uma oportunidade de mostrar tudo aquilo que aprenderam na sala de aula e colocar em prática em algum lugar do Departamento”, conta a diretora municipal de Assistência Social, Eliane Rossi. “O espaço é bem grande e nós entendemos que o arquivo-morto deve guardar somente o que é necessário, então a gente pediu que fizessem esse projeto e que contivesse um espaço onde pudéssemos ter reuniões, um miniauditório”.

Os estudantes se dividiram em grupos responsáveis por diferentes atribuições. Primeiro foi necessário esvaziar o local, selecionar o que ainda era utilizável e catalogar os objetos. “A Assistência Social precisava de um auditório, então os alunos construíram essa solução para a problematização apresentada”, conta a professora do curso, Adriana Paiva. “Eles se dividiram em três grupos, ‘arquivo-morto’, ‘patrimônio’ e ‘logística’, para executar e desenvolver o planejamento proposto”.

Estudantes apresentam resultados do projeto / Foto: Matheus Lianda
Andressa de Souza ficou satisfeita com a atividade. “Além de ajudar, colocamos em prática o que aprendemos. É um aprendizado que a gente vai levar para o resto da vida”, diz a aluna. “A gente tirou tudo e organizou cada setor. Tinha muita coisa dentro de pastas, caixas, então a gente organizou por ano, ordem alfabética, projetos. Agora tem mais fácil acesso para eles aqui”.

“As atividades foram supervisionadas. Cada assunto tem um funcionário responsável, que orientava sobre o que podia ser jogado fora ou devia ser guardado”, explica Eliane.

O serviço durou cerca de uma semana e colocou à prova os estudos realizados por eles ao longo do curso. A coordenadora de Administração do Senac, Polyana Galligani, defende a união da prática com a teoria. “Ter a possibilidade de a Assistência Social abrir esse espaço para o Senac para que os alunos possam praticar o que aprenderam em sala de aula é fundamental”.

Creas

Localizado na Rua dos Tavares, nº 8 – Pratinha, o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) recebe famílias e pessoas em situação de risco, vulnerabilidade social ou cujos direitos foram violados.

Sede do Creas de São João da Boa Vista / Foto: Matheus Lianda

Segundo o site da Secretaria de Desenvolvimento Social, são atendidas vítimas do trabalho infantil ou de abandono, pessoas em situação de rua ou que tenham sofrido violências física, psicológica e sexual, discriminadas em razão da orientação sexual ou da etnia. Adolescentes que estejam em cumprimento de medidas socioeducativas em meio aberto em casos de liberdade assistida ou de prestação de serviços à comunidade e pessoas beneficiárias do programa Bolsa Família em casos de violação de direitos também estão incluídos neste grupo.

O Creas orienta e encaminha os cidadãos para a Assistência Social, presta orientação jurídica, dá apoio às famílias e suporte no acesso à documentação pessoal, além de estimular a mobilização comunitária. Abordagem Social, Serviço para Pessoas com Deficiência e Medidas Socioeducativas em Meio Aberto são alguns dos serviços que podem ser ofertados, além do Serviço de Proteção e Atendimento Especializado a Famílias e Indivíduos (Paefi), de aplicação obrigatória.

sexta-feira, 12 de abril de 2019

Campanha do Agasalho 2019 começa em São João

A quantidade de instituições parceiras é a maior dos últimos anos

A Campanha do Agasalho 2019 foi lançada oficialmente na tarde de hoje, dia 12, no Salão Vermelho da Prefeitura. Estiveram presentes o prefeito Vanderlei Borges de Carvalho, a primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade, Solange Camargo Carvalho, a diretora municipal de Assistência Social, Eliane Rossi, o presidente da Câmara Municipal, Luís Carlos Domiciano, e entidades parceiras na divulgação e execução da campanha.

Representantes da instituições parceiras da Campanha do Agasalho 2019 / Foto: Matheus Lianda

Presidente da Câmara Municipal, Luís Carlos Domiciano; prefeito de São
João da Boa Vista, Vanderlei Borges de Carvalho; e presidente do Fundo
Social de Solidariedade, Solange de Camargo Carvalho / Foto: Daiane Silva
Durante a reunião, representantes de cada instituição se comprometeram a auxiliar a Prefeitura de São João da Boa Vista na aquisição de peças em bom estado e sugeriram novos meios para melhorar as ações beneficentes.

Doações

Roupas e calçados doados são encaminhados para um centro de triagem, encarregado de avaliar se estão em bom estado, e distribuídos para quem necessita por meio do Departamento de Assistência Social, Organizações da Sociedade Civil (OSCs) e demais entidades colaboradoras.

Diretora municipal de Assistência Social, Eliane
Rossi / Foto: Matheus Lianda
Pode-se doar qualquer tipo de roupa, desde que esteja limpa e bem conservada, além de cobertores e calçados. As peças com maior necessidade são calças masculinas, meias e roupas para bebês.

Parceiros

A Campanha do Agasalho conta com vários parceiros que ajudam a promover e arrecadar roupas na cidade. Em 2019, são: Delegacia Seccional de Polícia, Polícia Militar do Estado de São Paulo, Rotary Club Sul, Associação Comercial e Empresarial (ACE), Unifeob, Unifae, Diretoria Regional de Ensino, Tiro de Guerra 02-036, Corpo de Bombeiros, Câmara Municipal, Grupo de Escoteiro Marechal Rondon, Conselho da Ordem DeMolay, Ordem Internacional do Arco Íris, Grupo de Escoteiro Curupira, Sabesp e Plano Mais Saúde.


Pontos de arrecadação

Prefeitura
Câmara Municipal
Departamento de Assistência Social
Escolas municipais, estaduais e particulares
Unifae
Unifeob
Tiro de Guerra
Policia Militar
Corpo de Bombeiros
Delegacia Seccional
Associação Comercial e Empresarial (ACE)
Sabesp

Prefeito Vanderlei Borges de Carvalho e presidente do Fundo Social de Solidariedade, Solange de Camargo Carvalho,
declaram iniciada a Campanha do Agasalho 2019 em São João da Boa Vista / Foto: Matheus Lianda

Pontos de distribuição

Assistência Social (área central e rural): segunda, quarta e sexta-feira, das 8h às 10h30 / 13h às 15h30 – R. São João, 322 – Centro

CRAS Nova República: terça-feira, das 13h às 16h, e sexta-feira, das 8h às 10h30 – R. Monsenhor João Ramalho, 587 – Nova República

Proteção Básica Resedás: segunda-feira, das 8h às 10h30, e quarta-feira, das 13h às 16h – R. Alfeu Doval, 220 – Parque dos Resedás II

terça-feira, 9 de abril de 2019

Prefeitura revitaliza Escola de Beleza na Vila Brasil

Obras incluem troca completa de telhado e adequação às normas de acessibilidade

A Escola de Beleza, onde é ministrado o curso gratuito de Assistente de Cabeleireiro, foi totalmente revitalizada. As obras tiveram início em janeiro e incluíram a troca completa do telhado, que estava com problemas de infiltração, substituição do piso, nova instalação elétrica e pintura geral.


Segundo o Departamento Municipal de Assistência Social, os restauros também tornam as dependências acessíveis à toda a população. “É uma revitalização para que o prédio cumpra todas as normas de acessibilidade”, diz a diretora de Assistência Social, Eliane Rossi.

Curso gratuito

Parceria entre a Prefeitura de São João e o governo do Estado de São Paulo, a Escola de Beleza foi trazida há cinco anos para a cidade e disponibiliza o curso de Assistente de Cabeleireiro.

O curso tem duração de dois meses e para se matricular é preciso ter mais de 18 anos e residir em São João da Boa Vista. Basta levar uma cópia do RG, do CPF e um comprovante de residência à sede do Polo Modas (R. Teófilo Ribeiro de Andrade, 343 – Centro).


Durante a reforma, as aulas foram realizadas provisoriamente na sede do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), no bairro do Pratinha. Agora, elas estão de volta à sede original na R. Monsenhor João Ramalho, nº 169 – Vila Brasil.

quarta-feira, 27 de março de 2019

Prefeito Vanderlei conversa com adolescentes do Ação Jovem



Na tarde desta quarta-feira, dia 27, o prefeito Vanderlei recebeu 45 estudantes do programa estadual Ação Jovem. Além de conhecer as dependências da Prefeitura e da Câmara Municipal, os jovens aproveitaram para tirar dúvidas a respeito do funcionamento e dos serviços oferecidos pela administração municipal e das atribuições do cargo de prefeito.

Ação Jovem

Presente em 642 municípios, o programa de transferência de renda do governo do Estado de São Paulo visa estimular estudantes de 15 a 24 anos com renda mensal familiar per capita de até meio salário mínimo a concluir os estudos e ingressar no mercado de trabalho. Em São João da Boa Vista, é executado pelo Departamento Municipal de Assistência Social.




sexta-feira, 22 de março de 2019

2ª Conferência dos Direitos da Pessoa Idosa acontece na Estação das Artes

Na tarde de quinta-feira, dia 21, o Teatro da Estação das Artes ficou lotado com autoridades, membros da sociedade civil e pessoas interessadas em debater políticas públicas para a Terceira Idade. Estiveram presentes o prefeito Vanderlei Borges de Carvalho, o presidente da Câmara Municipal, Luís Carlos Domiciano, a diretora do Departamento de Assistência Social, Eliane Rossi, e a presidente do Conselho Municipal do Idoso (CMI), Iovanca Borges.


Na conferência é discutido como melhorar a condição de vida e o ambiente para os idosos. As propostas aprovadas são enviadas para a Conferência Estadual, onde o delegado elegido, Benedito Oswaldo Ramos, do Centro de Integração do Idoso, representará o município. A suplente eleita é Maria Paula Moreira Bertolucci. Desde 2017, São João é consididerada a melhor cidade do Brasil, na faixa de 50 a 100 mil habitantes, para a Terceira Idade, segundo o Índice de Desenvolvimento Urbano para Longevidade (IDL).

Prefeito faz a abertura da 2ª Conferência Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa

Evento definiu delegado que irá representar São João na Conferência Estadual em agosto

“Os Desafios de Envelhecer no Século 21 e o Papel das Políticas Públicas” fizeram parte do tema central da 2ª Conferência Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa, realizada na tarde desta quinta-feira, 21, no Teatro da Estação das Artes, com a presença do prefeito Vanderlei Borges de Carvalho.

Prefeito Vanderlei fala ao público presente / Foto: Mirela Borges

Organizada para discutir, refletir e articular propostas estratégicas de políticas setoriais, a conferência teve a coordenação do Conselho Municipal do Idoso (CMI) e Departamento de Assistência Social da Prefeitura de São João da Boa Vista.

Logo na abertura, como forma de incentivo, o público assistiu a apresentações culturais do Grupo da Melhor Idade do Departamento Municipal de Esportes, Coral do Centro de Integração do Idoso e Grupo Experimental de Canto da 3ª Idade do Unifeob.

A mesa de autoridades foi formada pelo prefeito Vanderlei Borges de Carvalho, presidente da Câmara Municipal, Luís Carlos Domiciano (Bira); diretora do Departamento de Assistência Social, Eliane Buciman de Lima Rossi; presidente do CMI, Iovanca Fayeza Uala Borges; e a palestrante Mara Villas Boas de Carvalho.

A professora Mara Villas Boas de Carvalho foi a responsável por conduzir a palestra. Nascida na capital paulista, a docente é mestre em Educação pela Puccamp, doutora em Enfermagem pela Usp e avaliadora do MEC.

Além de citar que São João é uma das melhores cidades do país para os idosos, o prefeito Vanderlei reforçou a importância da realização de uma conferência para a formulação de políticas públicas.

“É daqui que saem as propostas para o município e estado em relação ao idoso. São João, ao longo dos anos, vem trabalhando forte na política de construir uma cidade melhor para todos, em especial para os idosos, principalmente aqueles que não têm condições de se sustentar sozinho. Temos, por exemplo, o Centro de Convivência ‘Dona Beloca’ e, logo, o Centro Dia do Idoso. O poder público tem que estar sempre atento a essas questões”, afirma Vanderlei.

A dona de casa Silen Paulino Teodoro participou do evento junto com o Grupo de Dança do Departamento de Esportes. Ela frequenta toda semana o Centro de Integração Comunitária (CIC), que oferece aulas gratuitas para todas as idades.

“Tem muita coisa boa para gente fazer. Eu danço, canto no coral e faço novas amizades. Às vezes, a gente também sai para outras cidades para se apresentar. É tudo muito bom. Vale à pena”, completa.

Diretora municipal de Assistência Social, Eliane Buciman dá ênfase ao fato de São João estar à frente de outros municípios da região no sentido de atenção à população idosa.

“Porque cuidamos dos idosos desde a proteção básica até a alta complexidade. Neste evento, estamos ouvindo dos idosos o que eles querem para um envelhecimento saudável”, explica.

Com quase quatro horas de duração, o evento foi encerrado com a eleição do delegado que representará São João da Boa Vista na 15ª Conferência Estadual, prevista para os dias 5, 6 e 7 de agosto, em local a ser definido.

sexta-feira, 15 de março de 2019

CMI e Prefeitura realizam a 2ª Conferência Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa

A 2ª Conferência Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa acontece na tarde de quinta-feira, 21 de março, das 13h às 18h, no Teatro da Estação das Artes, localizado à Praça Rui Barbosa, 41, Largo da Estação, em São João da Boa Vista. O tema central envolve “Os Desafios de Envelhecer no Século 21 e o Papel das Políticas Públicas”.

Organizado pelo Conselho Municipal do Idoso (CMI), com apoio da Prefeitura, o evento é voltado a movimentos e organizações sociais, porém todos os interessados no aperfeiçoamento e elaboração de políticas de atendimento à pessoa idosa também podem participar.

Convocada pela diretora do Departamento Municipal de Assistência Social, Eliane Buciman de Lima Rossi, e pela presidente do CMI, Iovanca Fayeza Uala Borges, a proposta é oferecer amplo espaço democrático para reflexão, discussão e articulação coletiva em torno de estratégias que apontem diretrizes para ações políticas setoriais.


Programação

Às 13h terá início o credenciamento dos participantes representantes do governo e sociedade civil. A abertura, com apresentações culturais, composição de mesa e execução do hino nacional, está prevista para às 13h30.

Na sequência, às 14h, acontece a leitura e aprovação do regimento interno. A palestra magna está programada para às 14h30, com a professora Mara Villas Boas de Carvalho. Mestre em Educação pela Puccamp e doutora em Enfermagem pela Usp, a palestrante ainda ocupa a função de avaliadora do Ministério da Educação e Cultura (MEC).

Às 15h50, após o intervalo, os trabalhos em grupo voltam a ser realizados. A apresentação e aprovação das propostas acontecem às 16h30.

Segundo a organização, a eleição para definir o delegado representante de São João na conferência estadual está prevista para às 17h30.

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019

Crianças de cinco creches municipais recebem uniformes escolares

Prefeitura já iniciou processo de licitação para confeccionar mais uniformes para atender alunos da rede

Na manhã desta quinta-feira, dia 14, a presidente do Fundo Social de Solidariedade de São João da Boa Vista, primeira-dama Solange de Camargo Carvalho, visitou a creche municipal Maria José Lopes, no Jardim Lucas Teixeira, para entregar kits de uniformes escolares a 270 crianças da unidade. Os uniformes entregues foram confeccionados por meio do Projeto Costurando o Futuro, iniciativa do Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo (FUSSESP).


Este trabalho de confecção ocorreu no período de outubro a dezembro de 2018, ocasião em que 20 costureiras, capacitadas pela Prefeitura em cursos do Polo Regional da Escola de Modas, montaram 800 kits, incluindo 2 camisetas, 1 bermuda, 1 calça e 1 jaqueta para cada criança, totalizando 4.030 peças de roupas. 

Nesta primeira etapa, das 13 creches da Prefeitura, 5 delas foram escolhidas pelo Departamento de Educação para receber os uniformes do Projeto Costurando o Futuro. “Sabendo que pessoas necessitam de algo, a gente sabe que não é bom, mas quando se pode fazer o mínimo para amenizar essa dificuldade das famílias é muito gratificante”, enfatiza Solange.

São as Escolas Municipais de Ensino Básico (EMEBs) Maria José Lopes, Jardim Lucas Teixeira; Terezinha Domenicheli Rossi, Parque dos Resedás; Irmã Hermínia Molas, Jardim Nova República; Noêmia Rehder, Vila Brasil e Gastão Cardoso Michelazzo, Recanto do Jaguari.

“Começamos a entrega por essas cinco creches, mas numa outra etapa vamos contemplar todos os alunos da rede, desde a primeira fase até o quinto ano”, afirma Maria Helena Angelini Santana, diretora municipal de Educação. 

A dona de casa Ana Maria Soares, responsável por cuidar do neto Hendrik, de 2 anos, ficou satisfeita com o kit. “Eu não teria condições no momento de comprar o uniforme para o meu neto. Por isso, me sinto privilegiada e feliz em ver ele vestido igual as outras crianças”, finaliza.

Costurando o Futuro

Parceria entre Prefeitura e Fundo Social de Solidariedade Estadual, o convênio do Projeto Costurando o Futuro foi assinado em 2018, no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo. Conforme previa em contrato, a exigência do governo estadual era de que o município produzisse apenas 500 kits de uniformes para ajudar alunos carentes. Entretanto, a Prefeitura superou a quantidade estipulada e produziu materiais a mais, totalizando 800 kits.

“Foi bem organizado. A gente selecionou algumas costureiras que estavam mais preparadas e que fizeram os nossos cursos de polo modas e modelagem”, afirmou a monitora Solange Ferreira Costa. Com os recursos, foi possível adquirir equipamentos e fornecer bolsa auxílio para as 20 costureiras selecionadas para confeccionar os uniformes no Polo Regional da Escola de Modas, três vezes por semana. “Algumas coisas eu já sabia. A minha parte foi pregar o zíper nas jaquetas. A professora me ajudou e deu tudo certo”, agradeceu uma das costureiras, Sueli Aparecida Andrade.

sexta-feira, 25 de janeiro de 2019

Assistência Social apresenta resultados do Programa Ressocializar em 2018

Atividades foram desenvolvidas em parceria com a Polícia Militar

A diretoria de Assistência Social remeteu esta semana à Assessoria de Trânsito e Segurança o relatório de atividades desenvolvidas pelo departamento no ano de 2018, em parceria com a Polícia Militar, no âmbito da Operação Delegada.

Em 12 meses, o trabalho da Polícia Militar e da equipe da Assistência Social contabiliza a inserção de 16 pessoas no programa Ressocializar, cujo objetivo é promover a reintegração social de indivíduos em situação de rua.

Por meio de iniciativas como o “Papo com Café” e “Mutirão Social”, foram realizadas 17 internações psiquiátricas e 8 encaminhamentos para tratamento de dependência química em clínicas especializadas.

Durante a Abordagem Social, o Depto. de Assistência Social oferece os serviços e tratamentos para pessoas em
situação de rua / Foto: Matheus Lianda

No período, a Prefeitura forneceu 423 passagens de ônibus para que pessoas em condição de vulnerabilidade social pudessem retornar às suas cidades de origem.

Ainda, durante as abordagens, a Polícia Militar capturou um procurado pela Justiça, cinco pessoas foram atendidas em programa de moradia e outras quatro conseguiram emprego formal.

Segundo Eliane Rossi, diretora do Departamento de Assistência Social, o Ressocializar demanda ações integradas com a sociedade civil, setores da própria Prefeitura, como Saúde, Meio Ambiente, Cultura, Turismo e Educação, e Polícia Militar.

“Nosso trabalho busca dar visibilidade a quem está invisível, dar oportunidade de uma vida digna a estas pessoas em situação de rua”, afirmou Eliane.

Programa Ressocializar

O Ressocializar é um espaço socioeducativo para fins de reinserção social de indivíduos em situação de rua. As etapas do programa consistem em acolhida e desenvolvimento de plano Individual de atendimento, levando em consideração as especificidades de cada participante. Entre suas atribuições está o encaminhamento a serviços de saúde – CAPS AD ou CAPS II, Mutirão Social e Albergue Noturno.

Operação Delegada

A Operação Delegada foi oficializada em 2015 no município, por convênio entre a Prefeitura e o 24º Batalhão de Polícia Militar do Interior (BPM-I). Para o seu desenvolvimento, a Prefeitura responde pela remuneração de policiais militares em dias de folga. Em contrapartida, são destacadas três viaturas a mais para atuar em conjunto com os agentes municipais de fiscalização e assistência social, em ações específicas envolvendo pessoas em situação de rua.

terça-feira, 8 de janeiro de 2019

Prefeitura abre matrículas para cursos gratuitos

As inscrições para os cursos do Departamento de Assistência Social podem ser feitas até sexta-feira, dia 11, na sede do Polo Modas (R. Teófilo Ribeiro de Andrade, 343 – Centro). Sem custo algum, as aulas são oportunidades de capacitação e complemento de renda a pessoas maiores de 16 anos que residam em São João da Boa Vista.

Leve um comprovante de endereço e a cópia do RG e do CPF para se matricular em um dos cursos a seguir: assistente de cabeleireiro; bordado à máquina; bordado em pedraria; decoupage; patchwork; polo modas 1; malharia; e modelagem. A maioria tem duração de 4 meses.